,

Ateu fatura mais de R$ 250 mil por ano vendendo Bíblia para iPhone

O ateu convicto Trevor McKendrick, criador de uma versão melhorada da Bíblia para iPhone, fatura mais de US$ 100 mil por ano em vendas pela AppStore , da Apple.

Segundo McKendrick, em entrevista ao site gimletmedia.com, ele se lamenta em vender um produto em que acredita não ser real:

“Como seria se você vendesse livros do “Harry Potter” ou do “Senhor dos Anéis”, mas dissesse às pessoas que eles são reais? E se você dissesse para as pessoas que elas poderiam aprender a escrever encantamentos para curar os filhos? E se você vendesse isso como uma coisa real? Eu me sentiria horrível sobre isso, mas é a minha situação vendendo a Bíblia. Eu estou vendendo uma coisa que eu realmente acredito ser uma ficção.”

  O empreendedor confessa se sentir culpado em vender uma mentira, mas alega que faz isso por dinheiro, que usará para a abertura de uma empresa.

Trevor, ainda disse em entrevista que recebe muitos emails de usuários, pedindo orações:

“Eles pensam que eu sou um padre. Se você está enviando e-mails para o criador de um aplicativo para conseguir ajuda para o seu filho, provavelmente você não está em boa situação. Trocar isso por lucro me pesa um pouco. E eu não posso abandonar o negócio. Sim, eu tenho um problema com isso, mas não posso.”

 A história começou quando McKendrick resolveu faturar criando apps para a AppStore, sem muitas ideias, resolveu pesquisar aplicativos com muita ascensão e que fossem mal feitos:

“Eu percebi que existiam poucos aplicativos da Bíblia em espanhol e todos eram horríveis.”

Após contratar pela internet um programador da Romênia para a criação da versão Bíblica melhorada, as vendas foram significativas. Algum tempo depois, ele construiu uma versão em áudio do app, que foi um enorme sucesso e levou o faturamento mensal para US$ 6 mil. No segundo ano, o número subiu para mais de US$ 100.000. O negócio, criado para ser um complemento, se tornou a principal fonte renda de McKendrick.

Aqui no Brasil é muito fácil ganhar dinheiro com uma mentira, basta abrir uma igreja.

Matéria sugerida pelo filho Gustavo Porto, abenço-ei-lhe-te-vos-te.