,

O que faz o diabo mau, se ele pune os maus?

Tema sugerido pelo leitor Ítalo Souza

Todos temos papeis a desempenhar na sociedade. E não raras as vezes somos julgados pela função que exercemos, mesmo ela tendo a sua importância. O catador de lixo é vital na sociedade, se não fosse isso teríamos muitas doenças em decorrência do acumulo de lixo.

Mas vamos nos aprofundar mais. Prostitutas, bem! Elas são mal vistas em praticamente todas as sociedades! Mas elas são necessárias na sociedade, se não fosse não existiriam tantas e a tanto tempo, não é mesmo? Então se determinar valores na sociedade tem seus problemas de contradição, o que dizer dos valores religiosos?

Judas e o Diabo: figuras mal interpretadas?

Judas é uma figura ímpar na história do cristianismo! Ele é o símbolo da traição, do falso amigo, origem dos primeiros vampiros, e uma série de símbolos negativos recaíram sobre essa figura no anos que se seguiram. Mas se Jesus deveria morrer para ressuscitar e ascender aos céus, porque Judas é culpado pela tarefa que foi incumbido? Eis aí o paradoxo! Com o Diabo segue o mesmo exemplo!

Lúcifer, o maior anjo de todos, aquele que tinha todos os poderes possíveis – por ambição e inveja – foi condenado a cair do Reino de Prata (tô lendo muito Sandman, eu sei) e governa o lugar conhecido popularmente como Inferno. Ele ficou com a obrigação de torturar as pessoas pela eternidade que não quiseram fazer os ensinamentos como deveriam. Okay! Mas se ele faz somente a obrigação dele, porque ele é mau?

Supondo ainda que Lúcifer é inferior ao Deus cristão, então quem manda no Diabo é…. Deus! E se Deus não manda no Diabo, então ele não é onipotente, ou seja, ele não é tão poderoso quanto dizem…Para todas as hipóteses, o Diabo, tal como Judas, é mais uma ferramenta para fazer com que o “plano” de Deus siga em frente. Plano esse que ninguém sabe qual é!

O Diabo traz equilíbrio para a balança da fé.

Vamos retirar a figura do Diabo da jogada. Quem iria julgar aqueles que não cumpriram com os ensinamentos de Deus? Deus poderia mandar outro anjo, ou outro ser extra planar para isso, mas supondo que ele não faria isso, então nos resta pensar que ele mesmo seria o julgador de tudo. Hum, então deixa ver se eu entendi! Quer dizer que Deus faria uma ditadura, onde ele mesmo julgaria o certo e o errado e ninguém teria como discordar dele? É isso mesmo!

Sem o Diabo, além de não ter um “adversário” para disputar almas, Deus ainda correria o risco de ser chamado de ditador de verdades (se bem que ele já é). Então, quando dizem que a religião cristã não é monoteísta, mas sim dualista, a pessoa que diz isso não está errada, desde que ela siga o raciocínio acima! E para apimentar ainda mais o seu cérebro, jovem leitor, se conhecemos o Diabo apenas através da bíblia, como saber se a opinião não é tendenciosa, visto que o Diabo nunca mandou mensageiros para falarem por ele?

Um Sábado Qualquer